Artistas

exposições

Thomas Baccaro

thomas-baccaro

Thomas, primeiro e talvez ultimo mergulho no profundo.

” Vendo estes bucólicos flagrantes do Thomas a ultima pergunta que viria não é necessária. Onde esta paisagem dorme?

Esta frágil melancolia que este jovem fotógrafo deixa seu olho pousar.

Melancolia seria uma palavra óbvia. A palavra é PROFUNDO.

Há algo nesta neblina que não nos remete ao mar, ao contrário, ela nos deixa na terra.

Não na desolação e sim no nascimento e na perenidade assustadora do que e de onde viemos.

E a origem, o sempre…não sei. E aí reside a resposta.

Não há o que dizer perante o diáfano. A palavra não encerra nada, ela só distrai.

Como diria o velho Andre Breton:

“La beauté sera convulsive ou ne sera pas la beauté” (A beleza será convulsiva ou não será beleza.)

Façamos silêncio ao ver estas imagens.”

Hector Babenco